Blog dLieve

Tecnologia e Logística

Jeffrey Bezos criou em 1994, algo que ainda não existia no mercado americano e mundial. A Amazon surgiu para solucionar problemas de logística e hoje é uma das marcas mais valiosas do mundo. A empresa vem crescendo 52% anualmente e ultrapassou gigantes como Google e Apple, sendo avaliada em US$ 315,5 bilhões, em 2019.

A Amazon está cada vez mais presente no mercado, e sua inovação logística vem transformando o modelo de entregas no mundo. Porém, no início de sua história enfrentou muitas barreiras. Com o passar dos anos, esses obstáculos foram vencidos, tornando a empresa cada vez mais forte, e uma verdadeira fonte de inspiração. Veja quais lições a Amazon tem para ensinar sobre logística.

Quer conhecer outras empresas que estão revolucionando o mercado de entregas no mundo? Confira nesse material especial com as tendências em logística.

 

1. Inovação em primeiro lugar

Em 2019, a Amazon foi eleita como a mais inovadora do mundo. O ranking publicado pela revista Fast Company, justifica que a empresa foi capaz de oferecer mais produtos, maior agilidade e inteligência. Isso tudo é possível, pois a Amazon tem uma cultura inovadora.

A companhia foi responsável por disseminar o termo “marketplace” no mundo todo, implementando o seu formato em 1994. Além disso, garante o menor custo e o menor prazo de entrega em suas ações, pois conta com uma estratégia omnichannel para efetivar a chegada dos itens até o cliente.

 

2. Levar a sério a experiência do usuário

A experiência do usuário é um dos pilares que sustentam a empresa. Em suas manifestações públicas, Jeff Bezos – criador da Amazon, afirma que sua equipe está constantemente em busca de tornar a experiência para o usuário cada vez melhor.

Amazon

Para isso, proporcionam navegação rápida no site, recomendação de produtos de acordo com histórico de busca, qualidade dos anúncios, fotos e descrições precisas, manuais de uso, avaliações dos produtos por parte de quem já adquiriu.

A Amazon se supera quando o assunto é entrega ao consumidor. Com iniciativas como o “Same day delivery” – que oferece entregas no mesmo dia, e “two days free shipping” – com entrega gratuita durante dois dias seguidos, para quem tem os privilégios de ser um Amazon Prime. Todas essas possibilidades estão alinhadas com a informação na palma da mão do cliente final, que pode acompanhar todo o processo de entrega.

Aqui no Brasil, a dLieve inspira-se em promover a experiência Amazon de delivery, através de seu sistema completo para gestão de entregas. Facilidades e funcionalidades para gestores, que dessa forma poderão proporcionar resultados melhores aos seus consumidores finais, como acompanhamento das entregas em tempo real, previsão de horário de chegada do produto, mais controle com a assinatura digital, alerta de atrasos e muito mais. Veja todas as funcionalidades do sistema clicando aqui.

 

3. Gestão própria da sua frota com automação

No início da operação, a Amazon contava com o transporte terceirizado, mas recebia diversas reclamações de atrasos por parte de seus clientes. Para mudar essa realidade, a empresa investiu também em uma frota própria, com centros de triagem próximos de seus clientes. Dessa forma, começou a ter mais controle da gestão de entregas.

Uma boa solução para o gerenciamento de uma pequena ou mesmo grande frota, como é o caso da Amazon, é investir em um sistema que permita fazer toda gestão do processo de entrega. No Brasil, o sistema dLieve atua diretamente com essa questão, oferecendo funcionalidades que atendem todas as necessidades das empresas.

 

4. Atenção aos mínimos detalhes

A experiência do cliente passa por várias etapas até a chegada do pedido em sua casa. A Amazon utiliza um sistema chamado de “box on demand”, que propõe embalagens otimizadas, para que possam se acomodar facilmente dentro do estoque, no centro de distribuição e também durante o transporte. Dessa forma, facilita a vida de todos os envolvidos no processo.

Amazon

 

5. De olho na concorrência

A Amazon tem uma área de inteligência competitiva, que observa e estuda o comportamento da concorrência, com objetivo de identificar ameaças para a empresa. Um grupo focado nessa atividade pode ser desnecessário ou inviável para muitas organizações, mas é importante ter profissionais dedicados a acompanhar as atividades dos concorrentes.

Essa prática também deve ser estimulada dentro de cada setor, onde os profissionais serão responsáveis por observar as melhorias que podem ser aplicadas em seus departamentos. Profissionais com expertises específicas em suas áreas, terão uma visão melhor do que pode afetar suas atividades ou mesmo identificar oportunidades e tendências a partir das ações do concorrente.

 

A Amazon se tornou uma potência no setor logístico por se dedicar à implementação e criação de estratégias que ofereçam melhorias para os seus processos. A empresa focou seus esforços no conjunto das operações de entrega e experiência do cliente, e não apenas em partes específicas. Olhar para o todo faz toda a diferença.

A companhia entendeu que não seria possível ter sucesso em suas atividades, se todas as camadas do processo não estivessem satisfeitas e assistidas. Para isso, foi fundamental investir no monitoramento e análise de todos os procedimentos. A Amazon trabalha de forma conectada, unindo todas as pontas de sua operação.

Saiba mais sobre outras ações da Amazon e de outras empresas inovadoras da área, em nosso infográfico sobre as tecnologias que estão revolucionando o mercado de entregas pelo mundo. Acesse clicando aqui.

Quer continuar informado sobre tudo que acontece no mundo do transporte e da logística de entregas? Continue acompanhando o site e o blog da dLieve.

 

dlieve gestão logística

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o autor

Patrick Rocha

Executivo de Logística e Negócios.
CEO da dLieve